Reconhecimento da avifauna do estado de São Paulo

O estado de São Paulo tem registradas 814 (Atualização: 30/10/2016) espécies de aves (CEO 2002). Algumas  destas certamente estão extintas no estado. Outras ocorrem em reduzidas populações e são ocasionais ou ameaçadas de extinção (São Paulo 2009). O hoje chamado Museu de Zoologia da USP, instituição centenária, permitiu que muitas coletas de aves fossem feitas desde o final do século XIX. Também, o fato de por aqui terem passado alguns dos chamados "viajantes" estrangeiros, que deixaram um importante legado no conhecimento da avifauna do estado, permitiu resgatar informações da avifauna  aqui existente já no início daquele século.

O intenso processo de desmatamento e ocupação humana por que passou o estado, poupando praticamente apenas as regiões montanhosa da serra do Mar, na região litorânea e da serra da Mantiqueira, no nordeste do estado, levou a uma profunda mudança na composição da avifauna paulista, extinguindo algumas espécies, reduzindo a área de ocorrência de outras e permitindo a invasão por dispersão de espécies de espaços abertos.

Modernas estratégias de proteção da biodiversidade, em particular das aves, propõem a definição de áreas prioritárias para a ação conservacionista, as chamadas "áreas-chave" (Wege & Long 1995) ou as "áreas importantes para a conservação das aves" (Bencke et al 2006), com base na existência nelas de espécies ameaçadas, espécies endêmicas, ou mesmo por constituírem ambientes propícios à ocorrência de determinadas espécies desaparecidas, ou remanescentes importantes de hábitats naturais.

Desta forma, o conhecimento preciso da ocorrência e distribuição das espécies de aves no estado é um passo fundamental para subsidiar estas estratégias e para ações locais visando a preservação de populações específicas, influenciando de forma positiva a elaboração dos planos de manejo das Unidades de Conservação, estimulando proprietários a tomarem medidas de proteção, em especial a criação de Reservas Particulares do Patrimônio Natural, atrelando a ocorrência destas espécies a atividades econômicas auto-sustentáveis como a observação de aves e por fim, apresentando a realidade da avifauna no estado como um elemento a ser utilizado pela educação ambiental.

A despeito dos muitos estudos já realizados no estado de São Paulo, visando o conhecimento de sua avifauna, muitas áreas ainda não foram alvo dessas intervenções, incluindo-se  Unidades de Conservação governamentais e particulares. Portanto, constitui prioridade o reconhecimento da avifauna de diversas áreas com significativo potencial de preservação de populações viáveis no estado, bem como uma compilação de dados eventualmente produzidos mas não tornados públicos. São esses os objetivos desta pauta de ação do CEO, por meio das seguintes atividades:

1. Visitas a áreas ainda sem levantamentos avifaunísticos, para um reconhecimento preliminar da avifauna.

2. Disponibilizar on line o Dicionário Geográfico Ornitológico do Estado de São Paulo, relacionando as localidades onde foram feitos registros ornitológicos.

3. Manutenção de um Banco de Registros de Espécies de Aves no Estado de São Paulo, tanto de registros resgatados da literatura quanto de registros próprios do CEO.

4. Disponibilizar os registros feitos pelo CEO em suas atividades de campo na plataforma E-Bird.

5. Revisitar localidades onde foram feitos registros de espécies raras ou ameaçadas de extinção, visando verificar a presença e as características da ocorrência destas espécies nessas áreas, subsidiando novas ações conservacionistas ou mesmo constatando a extinção de certas espécies no estado.

 

Referências

 

Bencke, G. A., Maurício, G. N., Develey, P. F. & Goerck, J. M. (org.) (2006) Áreas importantes para a conservação das aves no Brasil. Parte 1 - Estados do domínio da Mata Atlântica. São Paulo: SAVE Brasil.

Centro de Estudos Ornitológicos (2002) Lista de aves do estado de São Paulo. Versão 16/12/2011. Disponível em http://www.ceo.org.br/listas_de_aves/Lista_Estado_de_São_Paulo.xls. Acesso em: 7/12/2012.

Governo do estado de São Paulo (2009) Fauna ameaçada de extinção no estado de São Paulo. São Paulo: Fundação Parque Zoológico de São Paulo: Secretaria do Meio Ambiente.

Wege, D. C. & Long, A. J. (1995) Key areas for threatened birds in the Neotropics. Cambridge, U. K.: BirdLife International (BirdLife Conservation Series no. 5)