Chibante

Laniisoma elegans

Shrike-like Cotinga

 

Ameaçada de extinção (SP)

 

Atualização 18/1/2009

 

 

Rolf Grantsau

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Distribuição Geral

 

Venezuela ao Peru e Bolívia. Da BA ao PR (Sick 1997). É espécie endêmica da Mata Atlântica, tem uma extensão de ocorrência estimada de 175688 km2, e tem como centróide de sua distribuição 21º59’S, 44º35’W (Cordeiro 2001).

 

Populações

 

A distribuição é restrita e fragmentada e presume-se que a população está declinando rapidamente (BirdLife International 2000). No Parque Estadual da Ilha do Cardoso a população foi avaliada como pequena mas aparentemente estável (Wege & Long 1995).

 

Ecologia

 

Os registros no Bairro do Corcovado (J. Goerck) foram todos feitos acima de 500 m de altitude. Na Ilha do Cardoso foi registrada na floresta de baixada, abaixo de 100 m (Wege & Long 1995). A altitude média de seus pontos de ocorrência foi estimada em 638 m (Cordeiro 2001). O encontro da espécie numa praça central de Sorocaba (Silva 1995) ou num parque urbano de São Paulo, podem indicar que ela realiza movimentos migratórios ou deslocamentos entre manchas de matas (Lo 1994). Foi vista alimentando-se de lagarta de Lepidoptera (Lo 1994).

 

Ameaças

 

Perda do hábitat. (BirdLife International 2000).

 

Medidas tomadas

 

Indicadas cinco áreas-chave para sua preservação no Estado (Wege & Long 1995).

 

Medidas propostas

 

Nível de ameaça

 

São Paulo (1998): Criticamente em Perigo.

 

Preservação ex-situ