Netta erythrophthalma

paturi-preta

Southern Pochard

 

Ameaçada de extinção (SP)

 

Atualização 18/1/2009

Distribuição Geral

CE, PI, PE, RN, PB, AL, BA, MG, RJ, SP, PR, DF (Sick 1997).

Distribuição no Estado de São Paulo

Esta espécie expandiu-se para o Estado de São Paulo em decorrência do desmatamento, e ampliação das áreas abertas.

Populações

Na América do Sul, populações dispersas e locais, aparentemente diminuindo após dramático declínio for razões pouco claras. (del Hoyo 1992). Algumas populações locais estão "aumentando consideravelmente nos últimos anos" (Sick 1997), como em algumas localidades do Rio de Janeiro (del Hoyo 1992). No Brasil Central parece estar em franca expansão geográfica (Antas & Resente 1983).

Ecologia

Grandes corpos de água profunda e permanente. (del Hoyo 1992)

Alimenta-se principalmente de sementes mas também e raízes e partes de plantas aquáticas, capins. Também invertebrados (moluscos, insetos, crustáceos). (del Hoyo 1992)

Nidifica no chão ou sobre a água em vegetação densa (del Hoyo 1992). Alvarenga (1990) encontrou dois ninho em meio a extenso arrozal inundado (em Taubaté, SP, 1987).

Geralmente sedentários.

Alvarenga (1990) considera as plantações de arroz como um fator responsável pela expansão desta espécie na região do Vale do Paraíba.

Ameaças

Medidas tomadas

Medidas propostas

Nível de ameaça

São Paulo (1998): Vulnerável.

Preservação ex-situ