Piprites pileata

caneleirinho-de-chapéu-preto

Black-capped Piprites

 

Ameaçada de extinção (SP)

 

Atualização 18/1/2009

 

 

Distribuição Geral

RJ, SP, PR, SC, RS. Argentina (Sick 1997). É espécie endêmica da Mata Atlântica, tem uma extensão de ocorrência estimada de 201083 km2, e tem como centróide de sua distribuição 24º56’S, 48º21’W (Cordeiro 2001).

Populações

Ecologia

Matas de altitude, capoeira alta e mata mista de pinheiros (Araucaria) e pinheirinhos (Podocarpus). Itatiaia (1500 a 2000 m), Campos do Jordão e Serra da Bocaina (1600 m). (Sick 1997) A altitude média de seus pontos de ocorrência foi estimada em 1083 m (Cordeiro 2001).

Visto alimentando-se de Geonoma sp., Rapanea ferruginea (Myrsinaceae) e Leandra sulfurea (Melastomataceae, Itatiaia). (Sick 1997)

Ameaças

Perda do hábitat florestal. (BirdLife International 2000)

Medidas tomadas

Indicadas duas áreas-chave para sua preservação no Estado (Wege & Long 1995).

Medidas propostas

Nível de ameaça

São Paulo (1998): Em perigo.

Brasil (IBAMA): Vulnerável.

Preservação ex-situ