Tangara peruviana

saíra-sapucaia

Black-backed Tanager

 

Ameaçada de extinção (SP)

 

Atualização 18/1/2009

 

 

Distribuição Geral

ES, RJ, SP, PR, SC, RS (BirdLife International 2000). É espécie endêmica da Mata Atlântica, tem uma extensão de ocorrência estimada de 75722 km2, e tem como centróide de sua distribuição 23º58’S, 46º05’W (Cordeiro 2001).

Populações

Estimada em 2.500-10.000 indivíduos. Pode ser comum em lugares com hábitat adequado. Em declínio contínuo e rápido (BirdLife International 2000).

Ecologia

Bordas de matas e capoeiras (Ridgely & Tudor 1989).  Restrita a florestas de baixada costeiras e restinga, mas também em mata secundária, provavelmente em busca de frutos, notavelmente de Melatomataceae (BirdLife International 2000). Alimenta-se de frutos predominantemente, mas também de insetos e aranhas. No limite norte de sua distribuição (RJ) ocorrem deslocamentos sazonais, sua chegada coincidindo com a frutificação da aroeira, Schinus. Em São Paulo é mais comum nos meses frios e neste período registros ocasionais foram feitos mais para o interior. No ES todos os registros foram feitos no inverno autral (BirdLife International 2000). A altitude média de seus pontos de ocorrência foi estimada em 204 m (Cordeiro 2001).

Ameaças

Perda da restinga, principalmente em função de empreendimentos imobiliários. Menos frequente no tráfico ilegal, mas este pode ser um fator adicional. (BirdLife International 2000)

Medidas tomadas

Indicadas sete áreas-chave para sua preservação no Estado: Caraguatatuba, Boracéia e Bertioga, PE Ilha Bela, Juréia, Iguape, Ilhas Comprida e Cananéia, Ilha do Cardoso (BirdLife International 2000).

Medidas propostas

Estudos para esclarecer os movimentos sazonais da espécie. Proteção de áreas de ocorrência costeiras (BirdLife International 2000).

Nível de ameaça

São Paulo (1998): Em Perigo.

BirdLife International 2000: Vulnerável. A1c, d; A2c,d; C1; C2a.

Preservação ex-situ