Cantiga de Vem Vem 

Vivo sempre escutando

A cantiga de vem-vem

Quando ouço ele cantando

Penso ser você que vem

Fico de ôio no caminho

Por fim não chega ninguém

Ai, ai, ai

Por fim não chega ninguém } bis

 

Quando perco a esperança

Parece uma tentação

Me sento lá no terreiro

Escoro o rosto com a mão

Sem plano, pobre coitado

Fazendo risco no chão

Ai, ai, ai } bis

Fazendo risco no chão

Tá vendo, meu bem tá vendo

Como é doce querer bem

Faz inté levar em conta

A cantiga de vem-vem

Ai, ai, ai } bis

A cantiga de vem-vem