Estação Ecológica de Caetetus

Situa-se nos municípios de Gália e Alvinlândia. Coordenadas: 22º 24’11”/49º 42’ 05”.Tem área de 2.178,84 ha e altitudes variando de 500 a 690 m, com relevo com colinas amplas. Há nascentes, riachos, cinco cachoeiras e lagos naturais. Os cursos d'água são tributários do rio Paranapanema. Tem cachoeiras e lagos naturais. A região tem temperatura máxima em torno de 30º C e mínima de 10ºC. A pluviosidade anual é em torno de 1480 mm , com inverno seco e verão chuvoso. Dispõe de alojamento para pesquisadores.

A mata é alta, com estratificação complexa, semidecídua. É considerada a UC com remanescentes melhor preservados desse tipo de mata.

Aspecto da mata vista de um mirante na trilha.

Aspecto da mata vista da Fazenda Torrão de Ouro.

 Há uma estrada (trilha do Lago e trilha do Jipe) que percorre a Estação em toda sua maior extensão, permitindo fácil acesso inclusive por carros.

Trilha do Jipe.

Tem um Centro de Educação Ambiental, com trilha interpretativas da vegetação regional e com programa de educação ambiental, atendendo escolares e grupos agendados.

Lago eutrofizado.

Trilha de pesquisa na mata.

Entre as espécies de mamíferos observados na área estão a onça-parda, anta, cateto, queixada, tamanduá-mirim, tapeti. Algumas das espécies de aves mais raras no estado e de interesse para observação são:

 

Alguns estudos da avifauna na área:

Cavarzere, V., Moraes, G. P. & Donatelli, R. J. (2009) Avifauna da Estação Ecológica dos Caetetus, interior de São Paulo, Brasil. Pap. Avuls. Zool. 49(35):477-485. [compilaram 293 espécies]

Donatelli, R. J. & Ferreira, C. D. (2009) Aves da Estação Ecológica de Caetetus, Gália, SP. Atualidades Ornitológicas On-line 148.